O Mestre do Humor Sem Palavras: Charlie Chaplin

A day without laughter is a day wasted.

Life is a tragedy when seen in close-up, but a comedy in long-shot.

All I need to make a comedy is a park, a policeman and a pretty girl.

Charles Chaplin

Quando falamos de cinema existem nomes que são incontornáveis e que nos marcam profundamente. Foram  os mágicos da criação ficcionada, os génios da criação da sétima arte. Da sua verdadeira essência e origem.

E um deles foi, sem dúvida, Charlie Chaplin. Que tanto me apaixona. Uma mistura de inocência com rebeldia, um alcançar das emoções profundas sem articular uma palavra.

Amo o cinema, a arte da interpretação. E, sem qualquer dúvida, podemos sentir a enorme capacidade de um actor/interprete, em envolver e contagiar pela forma como respira, como se expressa e comunica com o olhar.

Essa magia de Charlot vai estar à vossa espera, este Domingo, às 16h, no Teatro São Carlos, em Lisboa.
Vão poder assistir a filmes emblemáticos deste grande mestre do cinema, acompanhados pela Orquestra Sinfónica Portuguesa, dirigida por Timothy Brock (que teve acesso a dados íntimos da família Chaplin).

Esperam-se momentos emocionantes e sobretudo o reviver da sétima arte como esta merece. Com verdadeira entrega e emoção.

10 de maio | 16h
THE GOLD RUSH / A QUIMERA DO OURO (1925), de Charles Chaplin
Música de Charles Chaplin

Direção musical Timothy Brock
Orquestra Sinfónica Portuguesa