O Mundo é dos mais pequenos. É tempo de mudar.

Quando vi pela primeira vez este vídeo, foi como se encontrasse aquilo que procurava.

Como se vivesse por estas crianças, a forma mais pura e humana de encarar ou outros. É como se as melhores lições de vida, continuassem a chegar-nos pelas vozes mais infantis e cheias de inocência.

anigif_enhanced-3417-1433886186-2

Mas talvez esta inocência, seja por si só aquilo que de mais verdadeiro existe. Sem juízos de valor, sem maldade. Só existindo espaço para o outro, com tolerância e respeito pelas vontades que nos fogem do alcance.

Este momento criado pela mudança de sexo de Caitlyn Jenner e a sua exposição com força, na capa da Vanity Fair, simbolizam este novo fulgor que vivemos, no que diz respeito à liberdade individual de cada um.

anigif_enhanced-32337-1433883582-5

anigif_enhanced-32106-1433885053-2

Ver crianças a manifestarem que:
“Ela deve ser aquilo que a faz feliz”

Ou ainda:
Talvez as pessoas critiquem porque as assusta esta coragem. A de mudar. É de mudar para algo oposto e que a faz ser ainda mais forte e segura.”

anigif_enhanced-7593-1433883486-8

anigif_enhanced-20196-1433883964-3

Estas palavras, tão leves e sinceras, desmancham qualquer ideia pesada sobre este tema.

Apenas existe espaço para a mudança real, corajosa, sem regras, padrões e estigmas.
Vivemos numa era da multiculturalidade, diversidade, aceitação do outro. Para que realmente nos encontremos como seres únicos, centrados e felizes.

Muito obrigada crianças.
Sem vocês, o Mundo não passa de um globo cheio estereótipos e castrações. E muito pouco divertido.

Posso ficar convosco?!

Um beijo com carinho,
Ana Rita