PORTUGAL FASHION SS16 | DAY 3 & 4

E ao terceiro dia de Portugal Fashion o espetáculo dividiu-se pela Alfândega do Porto, Silo Auto e Palácio de Cristal. E escolhi um look branco da criadora Daniela Barros que deu ainda mais luz a um dia que começou com o querido Ricardo Preto e a sua coleção Meam, inspirada pelo “mar, pelos pescadores, pelas aldeias da costa marítima portuguesa”, e com uma paleta de cores onde o azul, o verde e o amarelo foram atores principais.

Ainda na Âlfandega, Diogo Miranda apresentou uma coleção chegada diretamente de Paris e inspirada no trabalho do arquiteto mexicano Luis Barragán. Destacaram-se as linhas retas, o ar minimalista e as cores quentes e fortes. Gostaram do vestido cor de laranja do criador que escolhi para este dia? 🙂

Já no Silo Auto, ‘inovador’ foi o atributo que melhor descreveu o desfile de Katty Xiomara, “interativo e com a presença de um DJ japonês”, Hige Driver. Inspirada pelos videojogos dos anos 70 e 80, a criadora proporcionou um espetáculo visual e sonoro que combinou a estética 8-bit com a música de Driver.

A fechar a noite, Miguel Vieira. E foi no Palácio de Cristal que o criador apresentou “Mondrian”, pintor cuja obra serviu de inspiração para assim “revelar a essência de cada indivíduo que a veste”.

Para o quarto e último dia, foram 3 os looks maravilhosos que tive o privilégio de usar – um look preto maravilhoso, Miguel Vieira, um look elegante pintado de laranja, Diogo Miranda, e um look mais masculino, Carlos Gil, num fato preto e bege que brincou com o estampado da camisa.

E neste quarto dia foi nas antigas oficinas da Alfândega do Porto, com vista para o rio, que Nuno Baltazar apresentou a sua coleção África Minha. Com a voz da escritora dinamarquesa Karen Blixen, que viveu no Quénia, como pano de fundo, o criador apresentou uma coleção marcada pelas texturas, cores e detalhes que evocavam a etnia Kikuyu da região dos Grandes Lagos africanos.

Seguiu-se Luís Buchinho, presença no Portugal Fashion desde 1995, com a sua coleção Club apresentada no Quartel Serpa Pinto. Em ambiente de discoteca, foram várias as personagens a desfilar e a surpreender –  femme fatales e a excentricidade de grupos musicais como os Culture Club ou Thompson Twins – em peças onde a mistura de materiais se fez de forma propositada. As fendas tiveram lugar de destaque para assim desconstruir silhuetas mais rígidas, associadas ao sexo masculino, e torná-las mais femininas.

Também Luís Onofre apresentou, uma vez mais, uma coleção maravilhosa e coube a Carlos Gil fechar esta edição com a sua colecção New Sartorial.

Em quatro dias, 25 mil pessoas passaram pela 37ª Edição do Portugal Fashion. Uma edição ainda mais especial em que celebrámos 20 anos de um evento de divulgação do tanto talento nacional.

E o tema ‘Celebration’ não poderia estar mais de acordo com estes 4 dias em que vivi de perto a emoção da novidade e da criatividade impressa em peças que chegam para a estação mais quente e nos vão fazer sonhar. Dizemos adeus a esta edição e até já a um Portugal Fashion que, ano após ano, se renova e aprimora mostrando ao mundo a assinatura portuguesa cosida com as linhas da moda nacional.

 

Look Branco
Vestido | Daniela Barros
Sapatos | Luis Onofre

Look Laranja
Vestido | Diogo Miranda
Sapatos | Luis Onofre

Look Preto
Miguel Vieira
Sapatos | Luis Onofre

Look Fato
Carlos Gil
Sapatos | Luis Onofre

Project Management | LUVIN – blog & digital PR
Fotografias | StarsOnline
Makeup | Raquel Peres
Hair | Vasco Freitas Hairstylist