Mulheres Inspiradoras | Angelina Jolie

Continuamos esta nossa semana com mais um exemplo de mulher inspiradora. Conhecida pela extrema beleza e talento, Angelina Jolie é também uma referência no que à Ação Humanitária diz respeito. Desde 2001 que tem sido presença em missões de campo em todo o mundo, no contato direto com refugiados.

E foi a própria a afirmar que abriu os olhos para os problemas humanitários aquando da filmagem de Tomb Raider, no Camboja. Foi aí que o sofrimento das pessoas do Camboja a alertou para os problemas que as pessoas em todo o mundo enfrentam, impulsionando o contato com Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, no sentido de perceber como podia ajudar.

Angelina publicado, depois, um diário, Notes from My Travels, com o relato cronológico das suas primeiras missões de campo iniciais (2001-2002), cujos lucros reverteram a favor do ACNUR –  Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados.

A sua primeira missão no exterior foi uma viagem de 18 dias pela Serra Leoa e Tanzânia, seguida de uma viagem de duas semanas de volta ao Camboja e, depois uma reunião com refugiados afegãos no Paquistão.

E desde a sua nomeação como Embaixadora da Boa Vontade do ACNUR, Angelina já visitou mais de 30 países, onde chegou a arriscar a vida, e desenvolveu um trabalho em Washington que tem procurado legislar a assistência aos refugiados em regiões de conflito do mundo todo.

À pergunta “O que espera ao realizar reuniões com os refugiados e pessoas internamente deslocadas em mais de 20 países?“, Angelina terá respondido:

“Consciencializar para a situação destas pessoas. Acho que devem ser louvados por terem sobrevivido, não serem desprezados.

Angelina Jolie tem, assim, exercido um contributo importante para a consciencialização face à situação de refugiados e pessoas que tiveram de se deslocar devido a situações de conflito no seu país ou por desastres naturais, como as vítimas do terremoto no Haiti. Esta sua causa já a levou a visitar países como a Serra Leoa, Tanzânia, Camboja, Paquistão, Tailândia, Equador, Kosovo, Quénia, Namíbia, Sri Lanka, Norte do Cáucaso, Jordânia, Egito, Nova Deli, Costa Rica, Chade, Síria e Iraque.

Angelina também criou e financiou muitas organizações de caridade. Em 2003, criou a Fundação Maddox Jolie-Pitt (depois do seu primeiro filho, Maddox, que adotou no Camboja), uma fundação dedicada ao desenvolvimento comunitário e conservação ambiental no Camboja.

Jolie também tem um papel na Parceria Educacional para Crianças em Conflito, que ajuda a levar programas de educação de fundos para crianças afetadas por conflitos. Em 2007, 19 organizações assumiram um compromisso no valor de134.000.000 com vista à educação de 350.000 crianças fora da escola em áreas de conflito e ajuda à melhoria da qualidade da educação para cerca de 700.000 crianças adicionais. E, de acordo os registos fiscais, Angelina Jolie e Brad Pitt terão doado mais de €7 milhões para caridade, só em 2006.

E, se tudo isto já faz de Angelina Jolie uma referência altruísta, não nos podemos esquecer da sua decisão de realizar uma dupla mastectomia preventiva, um ato que conquistou a admiração de todos.

Destemida, elegante, generosa e altruísta que uma mulher incrível!