Criopreservação| “Mãe na primeira pessoa”

Criopreservação| “Mãe na primeira pessoa”

Nesta fase, em que aguardamos o nosso bebé, as preocupações são tantas! E a prevenção e a saúde são as mais importantes.  Tentamos ao máximo providenciar todos os cuidados necessários para que também nos sintamos seguras neste caminho tão bonito. Com curvas é certo, mas sem nunca parar de alimentar este momento tão especial. O de dar à luz e ver crescer um Ser único. Um Ser nosso. E mal posso esperar pelo Meu Amor.
A criopreservação das células estaminais é de facto um procedimento que, todos os futuros pais, ouvem falar e que supostamente devem fazer. Mas afinal é assim tão importante? Hoje para mim faz todo o sentido e por isso deixo-vos aqui a informação que tive a oportunidade de aprender, na conferência “Mãe na Primeira Pessoa”.

A criopreservação é um processo de recolha e preservação das células estaminais do bebé. Estas células são mantidas a baixas temperaturas, isoladamente para que não se altere a sua composição. Ao preservarmos estas células elas podem ser descongeladas a qualquer momento e assim podermos ter acesso às opções terapêuticas mais avançadas no tratamento de variadíssimas doenças.
As células estaminais têm a capacidade de se renovar e conseguem dar origem às células adultas que compõe os tecidos e órgãos do corpo humano. Podem por isso, contribuir para a renovação celular e regeneração de tecidos .
applefb_congelamentoovocitos
Existem dois tipos de células estaminais que podem ser colhidas no momento do parto:

1| Células Estaminais do sangue do cordão umbilical
2| Células Estaminais do tecido do cordão umbilical

Estes dois tipos de células  permitem tratar  doenças distintas. As células do sangue do cordão umbilical já são usadas no tratamento de mais de 80 doenças.A maioria são doenças do sangue e do sistema imunitário, mas podem também ser usadas no tratamento de doenças metabólicas.
As células do tecido do cordão umbilical têm um grande potencial terapêutico como, por exemplo, o tratamento da doença do enxerto contra o hospedeiro ou em doenças auto-imunes, como a Diabetes tipo 1.

O processo de criopreservação das células estaminais do cordão umbilical, só pode ser feita no período de 72 horas a seguir à sua colheita no momento do parto. A colheita é simples, segura e indolor.
Existem diversas  opções para guardar as células estaminais com diferentes  preços, mas que pensam sempre, de forma comum, no melhor para o bebé.
É de facto uma decisão muito importante, mas que vale a pena.  É pensar na saúde a longo prazo, do novo membro da família. ARC-22Junho-14
Tive também o privilégio de ser oradora nesta conferência e foi, para mim, um momento muito especial. Pude partilhar alguns aspectos da minha gravidez. Aquilo que representa para mim, as alegrias, as transformações e também as minhas questões e dúvidas. Tantas pessoas que estavam presentes na sala e que  partilharam confidenciaram aquilo que estavam a viver. E aprendo sempre muito com estas boas conversas. Cheias de vida e afectos. Muito obrigada por aquilo que me transmitiram. Levo comigo todas as dicas, para esta aventura da vida, que é estarmos grávidas. E a aventura do amor que é ser Mãe.