3 segundos para a felicidade

3 segundos para a felicidade

Ser feliz não é um estado tão linear como se pretende. Nem sempre é fácil sorrirmos a toda a hora. Porque nem sempre as coisas correm como queremos, não é verdade? Mas o importante mesmo é querermos sorrir e sabermos relativizar os problemas. E capacitarmo-nos das ferrmentas necessárias para que olhemos para as pequenas coisas, com outra perspectiva. Esta onda de desenvolvimento pessoal tem emergido e, cada vez mais, é tida como uma parte importante na vida de todos. Há dias li algumas matérias sobre o engenheiro da google Chade-Meng Tan. Para além do seu trabalho numa das maiores empresas do mundo, ficou conhecido pelas aulas que dava no local de trabalho. S.I.Y – Search Inside Yourself – (Procure dentro de si). Achei tão interessante existir esta vertente de desenvolvimento pessoal dentro de uma empresa. Não concordam?
Desde que saiu da empresa, há dois anos, Chade-Meng já escreveu alguns livros, como “Search Inside Yourself” ou “Joy on Demand”. Sempre com esta vertente da procura da felicidade e do bem-estar. E defende que para sentirmos a felicidade bastam três segundos. Quando saciamos a sede com um copo de água, ou quando acontece algo que esperamos, são momentos que podem durar segundos mas que nos trazem felicidade.

E vocês, em que pequenos momentos sentem a felicidade? 🙂