O exemplo do Presidente Marcelo

O exemplo do Presidente Marcelo

O exemplo do Presidente Marcelo

Este fim de semana o nosso Presidente da Republica vestiu um avental, arregaçou as mangas e trabalhou com o projeto CASA – Centro de Apoio ao Sem Abrigo na preparação e distribuição de refeições. Logo a seguir, foi para a rua com  Comunidade Vida e Paz, continuou a distribuir jantares e conversou tanto com voluntários, como com pessoas em condição de sem-abrigo.

As imagens partilhadas pela comunicação social falam por si.  Este é um exemplo a seguir, de maneira continua e consistente. Porque só assim, em conjunto e em equipa, é que vamos ser capazes de mudar estas situações de vulnerabilidade social. Segundo as estatísticas, em Portugal, pouco mais de 20% das pessoas estiveram envolvidas em acções de voluntariado. É muito pouco. É preciso agir.

Como e onde fazer voluntariado

Antes de falarmos sobre plataformas, associações e centros, duas sugestões que podem fazer toda a diferença:

1. Envolvam a comunidade local, vendo que projetos oferece a vossa junta de freguesia, por exemplo.

2. Incentivem a empresa onde trabalham a adotar projetos de responsabilidade social, de forma continuada e consistente. Os empregadores devem promover estas acções como forma de responsabilidade corporativa, mas também como acções de team building, em que todos os membros se relacionam e trabalham em conjunto, fora dos locais habituais. 

Caso queiram trabalhar diretamente com instituições, deixo-vos aqui uma lista, onde, além de incluir aquelas que o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa apoiou, estão plataformas específicas de procura de trabalho voluntariado, de acordo com o público-alvo, causa ou concelho, por exemplo. 

Atenção: nem todas as instituições têm carência de pessoas (o que é ótimo!). Por isso, o melhor é contactar para perceber que projetos é que precisam de apoio. 

Comunidade Vida e Paz – https://www.cvidaepaz.pt/

Ajuda pessoas em condição de vulnerabilidade social, como os sem-abrigo. A sua intervenção foca-se no combate à pobreza, na reintegração social, sensibilidade e prevenção, bem como na organização de festas de Natal. A ajuda pode ser feita de várias maneiras: desde a doação de donativos, contribuição através de géneros alimentares ou trabalho voluntariado, integrando equipas de rua, bancos de roupa, ou ainda o Espaço Aberto ao Diálogo, nas Comunidades Terapêuticas e de Inserção.

CASA – Centro de Apoio ao Sem Abrigo  – https://casa-apoioaosemabrigo.org/

Da apoio, alimentação e alojamento a pessoas em condições vulneráveis, como sem-abrigo, crianças, adolescentes, idosos, vitimas de violência doméstica ou maus tratos. As principais atividades deste centro de apoio são a distribuição de refeições, de vestuário, de produtos de higiene, assistência psicológica e apoio na reinserção social. Quem quiser trabalhar com a CASA poderá fazê-lo através de donativos em valor, voluntariado no terreno (recolha e distribuição de vestuário e alimentos) ou nos bastidores (trabalhar nas áreas que o centro de apoio necessite). 

Exercito da Salvação – http://www.exercitodesalvacao.pt/

Todos são bem-vindos no Exercito da Salvação, uma comunidade cristã espalhada por todo o mundo, que procura pessoas com tempo disponível para ajudar em lares de idosos, centro de dia e centros comunitários à procura de ajuda. 

Terra dos Sonhos – http://www.terradossonhos.org/

A principal acção dos voluntariado na Terra dos Sonhos consiste em integrar as Equipas de Sonhos, que são responsáveis pela concretização de desejos de crianças, jovens e idosos. Para se juntarem a esta equipa deverão receber uma formação que contempla, não só os aspetos práticos desta causa, como a componente psicológica do tratamento de pessoas em situações de doença crónica ou em fase avançada.

Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado – http://www.voluntariado.pt/

Por esta via é possível, através de uma pesquisa, perceber onde é que existe carência de voluntários. A procura pode ser feita por bancos de voluntariado locais, bem como pela atividade, público-alvo ou conselho.

Bolsa do Voluntariado – http://bolsadovoluntariado.pt/

Assim que acedemos à página temos uma escolha para fazer: “quero ser voluntariado” ou “preciso de voluntários”. Esta é a grande vantagem do Bolsa do Voluntariado: permite perceber quem é que se oferece para fazer voluntariado e quem é que precisa de ajuda, facilitando e agilizando todo o processo. 

Além destas opções, há muitas mais. O ideal será sempre optar por instituições e causas que estejam a precisar de pessoas para concretizar as acções solidárias.

Vamos ajudar?