Importante: é preciso parar de comparar!

Importante: é preciso parar de comparar!

Televisão, Internet, Redes Sociais e tantos outros meios que trouxeram tantas coisas boas. A possibilidade de haver contacto com pessoas de todo o mundo e criar laços tão facilmente. Porém, o acesso a tantas pessoas/imagens/referências também abriu, infelizmente, uma porta para alguns: a sensação de como se não estivessem à altura.
Já saíram vários estudos sobre esta ligação direta entre as redes sociais e o aumento de ansiedade. Li, inclusive, uma frase curiosa sobre isto: “a esfera do ‘social media’ é um megafone para realizações e uma lupa para inseguranças, e quando começamos a comparar as nossas inseguranças com as realizações de outra pessoa, encontramos a receita perfeita para a ansiedade”. Que não seja mal entendida esta noção, pois o ato de comparar é instinto humano normal, que na sua forma pura só encoraja a ser mais e melhor. No pior das hipóteses, traz sensações de opressão e ansiedade. Não é suposto!
Para os que se revêm nesta questão, dou-vos a mão para vos puxar para o outro lado. Temos que ser felizes connosco, com a nossa vida, com o bom e o mau que ela tem. Acordar todos os dias, sair para a rua e sorrir por podermos estar cá, mais um dia após o outro. É esta a mensagem que queria que retivessem e que gostava que aplicassem todos os dias: self-love! Amem-se! Como sabem, gosto de ver o copo sempre meio cheio e se puder inspirar pessoas, que seja desta forma. Libertem-se das amarras que vos puxam para baixo, sejam elas quais forem! Olhem à vossa volta e tentem ver que não é a comparação que vos vai trazer a felicidade mas sim as coisas pequeninas e simples da vida. O sol, o ar puro, a família, a música, os passeios, o barulho da natureza. Caramba, como é bom! 😊

Depois de vasculhar na internet sobre o assunto, encontrei algumas formas de conseguir domar esta fera da comparação negativa de uma maneira prática. Haverão, certamente, outras formas … pratiquem a que vos fizer mais sentido. Mas pratiquem😊 E sejam felizes. Bom feriado!

1. Começar o dia sem comparações
Ou seja: começar o dia sem o telefone na mão. Tentem fazer um género de desintoxicação digital e evitar tocar nas redes sociais assim que acordam. Deixar o telemóvel fora do quarto ou pegar nele apenas uma hora depois de acordar é uma boa tática!

2. Selecione bem quem segue nas redes sociais
Escolha “as vidas” que quer seguir e certifique-se de que o faz com o mero objetivo de se inspirar – que seja algo útil. Evite pessoas que fazem com que se sinta menos bem. Há muita “vida falsa” nas redes sociais, com as quais se compara, acreditando que a perfeição existe. Não existe!!

3. Foque-se nos seus próprios objetivos
Pense no tempo que perde nas redes sociais, a rir com o sucesso de todos os outros e tirando o foco do seu. Estará a desperdiçar tempo e inteligência. Experimente sentar-se e reservar algum tempo para si, para refletir e projetar as suas metas.

4. Colocar a vida em perspetiva
Afinal, o que é importante? O que pesa mais na sua vida? Saúde, família, felicidade. Concentre-se nestes conceitos. Vai ajudar a relativizar tudo o resto.

5. Esquecer os números
A comparação às vezes começa muito por aqui. Número de likes, números de comentários, número de seguidores. Mas… ao final do dia… são só números. Não representam nada. Mais vale concentrar-se na sua comunidade e conteúdo e falar diretamente com quem o/a segue. Uma audiência verdadeira e leal a longo prazo!

Vamos a isso? 😀

Look completo | Lidija Kolovrat
Sapatos | Kat Maconie
Makeup and hair | Madalena Martins
Styling | Rita Alves
Fotografia | Zé Ferreira