A nossa seleção

A nossa seleção

Há coisas que me surpreendem e esta é uma delas (pela positiva, claro). A força que um desporto pode ter, a maneira como implica a nossa vida, quer se goste ou não. Emociona-me ver que um país inteiro se une para ver a nossa seleção jogar; emociona-me ver o mundo todo de olhos postos em nós, porque sabem a qualidade que temos. Emocionam-me as nossas  vitórias; emociona-me o nosso hino. Ser português é isto. É ser poeta sofredor a toda a hora, está-nos no sangue! A saudade que só nós sentimos, o amor exacerbado dos poemos que só nós escrevemos. Não sei qual vai ser o fim deste Mundial, não arrisco nenhum prognóstico. Percebo quem não ligue a futebol e percebo igualmente quem o venere. Mas duvido que haja alguém que não se impressione com este movimento. Unimo-nos! Somos um só assim que o árbitro apita o início do jogo. Abraçamo-nos, sofremos de mãos dadas e suspiramos de alívio quando damos conta da nossa vantagem. O país sabe que está todo no mesmo sítio, de coração nas mãos. É bonito, é forte.

Torço para que a taça venha connosco para casa mas se isso não acontecer, tenho apenas uma certeza: orgulho-me muito de ser portuguesa, orgulho-me muito de sermos representados desta maneira. Somos enormes! 🙂

Concordam?