Fevereiro – O mês do Amor

Fevereiro – O mês do Amor

Dizem que o mês de fevereiro é o mês do amor. Mas eu acredito que o amor deve ser celebrado todos os meses… Não há dias para amar e ser amado. Há amor! <3

O amor é universal. Gosto de encarar este mês como um pretexto para relembrarmos que o amor nos faz mais fortes e mais humanos. 🙂

Tal como não há datas para o celebrar, também não há pessoas específicas com quem o celebrar. O amor não tem idade, género, estatuto social e muito menos rótulos… O amor é sempre amor. É transversal. Seja o amor que temos pelos nossos filhos, pelos nossos pais, pelos nossos companheiros, pelos amigos ou, até mesmo, pelos colegas de trabalho…Tudo é amor nas mais diversas formas de amar. 🙂

Neste dia, gosto particularmente de relembrar as pessoas que amo (e que me amam), que me ajudam, que se preocupam comigo e com os meus, que me apoiam em tudo, mas, sobretudo, que constroem comigo um caminho, o meu caminho – que também acaba por ser sempre um pouco daqueles que o partilham comigo.

Este dia é duplamente especial para mim! Claro que tinha de ser o dia do amor… É que dia 14 de fevereiro é o dia de aniversário do meu pai. Faz-me todo o sentido celebrar o amor neste dia! Percebem agora porquê? 🙂 Foi com ele que aprendi a amar e a ser amada, foi com ele que partilhei – e continuo a partilhar – os momentos mais determinantes da minha vida…

O amor, em todas as formas de amar, chega a ter proporções avassaladoras. Não há mesmo sentimento igual ao amor ou, pelo menos, que tenha um impacto tão grande nas nossas vidas… Não concordam comigo? 🙂

Neste mês de fevereiro – e já agora o resto da vida -, pedia-vos que amassem e que não tivessem medo de dizer que amam. Pedia-vos, ainda, que se lembrassem sempre que em qualquer lugar do mundo e em qualquer circunstância o amor é sempre a solução!

Love is always patient and kind. It is never jealous. Love is never boastful or conceited. It is never rude or selfish. It does not take offense and is not resentful. Love takes no pleasure in other people’s sins, but delights in the truth. It is always ready to excuse, to trust, to hope, and to endure whatever comes. – Biblia